Monólogo da amizade

Amigos:
Palavra impetuosa, veemente e esplêndida
Vocábulo acolhedor, alento, prudente e cauteloso
Termo imune de sobranceiro e jactância
Grafia nobre e estima digna de epopeia
Complemento racional de nosso ser
Resilientes expressam vida, são moradas subjetivas
A expressão do completo, o festivo palpável
Expressões do singelo, aceitação do ininterrupto
A carta exposta, a perspectiva, o afago
São inclinações da égide pelo próximo
Solilóquio apaziguador e afetivo
Sim, afetivo,
Vocês são o pré-anuncio de uma absoluta e inerte afeição,
Por isso eu vos chamo:
Amigos!